Olá! Você gostaria de receber as notificações sobre esta loja?


X

BLOG

DIMINUIÇÃO DO DESEJO FEMININO DEVIDO A DOR NA PENETRAÇÃO 02/04/2016 00h00 | BY Hot Flowers

0 813

O desejo é a fase inicial da resposta sexual, e isto ocorre quando a mulher recebe estímulos sexuais, apartir destes estímulos ocorre um impulso vindo de centros específicos do cérebro, e como consequência, inicia-se a excitação e lubrificação vaginal. Mas há alguns processos que alteram o desejo feminino, entre eles está alterações musculares, vasculares, neurológicas, entre outras.


Um estudo recente sobre a Insatisfação Sexual do Brasileiro demonstrou que os casais estão realizando poucas preliminares durante a relação sexual. E isto implica, na maioria das vezes, numa dificuldade na excitação feminina, e como consequência há uma dificuldade para a mulher ter prazer.
As mulheres que estão em relacionamentos de longo tempo aceitam iniciar atividade sexual por maior proximidade emocional com o parceiro, por sentirem-se mais atraídas, por compreender e satisfazer seu próprio senso de interesse e necessidade. E na maioria das vezes não há o desejo e a excitação adequada. No estudo realizado por Abdo et al. (2002) observou-se que as disfunções sexuais femininas estão fortemente associadas a problemas psicossociais e com dificuldades nos relacionamentos conjugais. Sendo que os brasileiros valorizam o carinho e afeto como fatores importantes da atividade sexual, vinculando esta atividade à presença de elementos afetivos.


O que ocorre quando a mulher faz sexo frequente com pouca excitação?
Quando a mulher tem penetração sem estar excitada não ocorre a lubrificação vaginal adequada, deste modo não há a extensibilidade e dilatação vaginal apropriada para a penetração peniana. Deste modo há um grande favorecimento para a mulher sentir dor ou desconforto durante a penetração do pênis.


Fazer sexo com dor ou desconforto frequentemente causa problemas na vida sexual?
Sim, e muito! A dor frequente causa na mulher vários distúrbios físicos e emocionais. Fisicamente altera a estrutura muscular, aonde inconscientemente a mulher tensiona os músculos como uma resposta reflexa de evitar a dor. Esta dor e a tensão causam lesões na mucosa vaginal, muitas vezes manifestando-se em cândida e cistite de repetição. Estas doenças favorecem a dor que ocasiona tensão muscular.... e torna-se um ciclo vicioso. O problema é que a tensão muscular altera as fibras musculares, vasos e nervos locais, enfraquecendo os músculos íntimos. E como consequência deste enfraquecimento ocorre diminuição do desejo, lubrificação e do prazer.
Estudiosos relatam ainda que a dor na relação sexual vem da insatisfação, e esta está relacionada com a falta de orgasmo. Este transtorno orgásmico causa diminuição da frequência sexual, dor na relação e diminuição da comunicação entre o casal. Entretanto, esta falta de comunicação pode ocasionar diminuição do desejo, da frequência sexual e ainda causar dor, tornando outro ciclo vicioso. Nestes casos é preciso interromper estes ciclos, seja qual for a origem da dor ou desconforto que a mulher sente durante a penetração vaginal.


O que fazer para interromper o ciclo e melhorar o desejo e a sexualidade da mulher?
Primeiro é preciso ter diálogo entre o casal! Conversar com o companheiro e explicar que está sentindo dor e gostaria de evitar penetração durante esta fase. Jamais fingir prazer quando não há!!! Devem juntos buscar informações que irão ajudar, pois se um dos cônjugues está com insatisfação sexual, o casal está com problema sexual. Segundo, descobrir o motivo da dor: doença ou lesão muscular (esta ocorre por fatores emocionais e físicos); Terceiro, fazer tratamento. Se a origem da dor for doença deve-se procurar um médico Ginecologista para tratar. Se não houver doenças, muito provável que é tensão muscular, neste caso deve-se procurar um Fisioterapeuta especializado em Sexologia, com este profissional você deverá aprender a relaxar e fortalecer os músculos íntimos, conhecidos como Músculos do Assoalho Pélvico.


Dicas:
1- Usar sempre um bom lubrificante íntimo, pois este irá ajudar na diminuição do desconforto e dor na hora da penetração, assim como ajuda na prevenção da tensão muscular.

2- Usar vibrador ponteagudo na vagina, este relaxa os músculos vaginais, e isto ocorre porque o vibrador promove aumento da circulação local e aumento da percepção da vagina. Pesquisas relatam os benefícios do vibrador no aumento do desejo e lubrificação vaginal.

3- Deve haver maior estimulação nas preliminares para aumentar a excitação e lubrificação vaginal. Boa dica é usar geis orais que esquentam, eles facilitam o prazer na área e ajudam na lubrificação no momento da penetração.

4- Se houver muita dificuldade na penetração vaginal buscar um profissional Fisioterapeuta para tratar os músculos.


Fontes: Antoniole, Simões (2010); Amidu et al., (2010); Basson (2001).